InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Painel Rápido
Ajuda e Suporte
Regras
Tuto
CDA
Atualizações
Regras Gerais
Classes
Magias
Área dos Players
Fichas
Criações
Aventuras
Treinamentos
Top 30 FTR
Vote FTR
Parceiros
RPG Adventure

Inazuma RPG

Heroes of Olympus

HunterxHunter

Saint Seya Cosmo

Pokemon RPG Evolution X

Prólogo Divino

SNK

MadHouse

Pokemon RPG

Naruto The Games

Shinki RPG Power Pokemon BR

"

Compartilhe | 
 

 Shade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Royal Cavanaugh
Administradores
Administradores
avatar

Mensagens : 261
Data de inscrição : 01/08/2013
Idade : 20

MensagemAssunto: Shade   Ter Set 10, 2013 2:24 pm

Shade




Baam Hazard




Boa Aventura
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://faytailreborn.foruns.com.pt
Gregar
Mago das Trevas
Mago das Trevas
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 03/09/2013
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Shade   Qua Set 11, 2013 12:13 pm

De passada em passada meu caminho parecia se tornar lentamente menos penoso, após uma longa caminhada sem rumo tinha chego até aqui, meu corpo doía pela viagem sem descanso assim como minha cabeça se mantinha preocupada com o restante do grupo que assim como eu agora fugia, Zahard um nome estranho que agora todos nós levávamos, desejava continuar a andar com nosso pequeno bando fujão, mas bem sabia que isso não seria possível, não antes de ter toda certeza que os únicos que carregavam o nome Zahard eram os que fugiram naquele dia, nenhum único daqueles bandidos poderia ficar vivo, não após todo aquilo que eles fizeram, era exatamente por isso que tínhamos nos dividido, para garantir que nenhum deles ficasse vivo.
 

Se algum grandalhão ferido ou algo do gênero tivesse aparecido eu só precisaria me manter de ouvidos bem abertos enquanto caminhava pela cidade, estava em busca de qualquer um que se enquadrasse no perfil de um criminoso, salteador, ou simplesmente alguém que tivesse fugido ferido e agora estivesse se escondendo em algum lugar, não me importava exatamente quem fosse ou onde quer que fosse, iria me manter atento para saber sobre todos os boatos possíveis, então iria me direcionar contra o mais próximo, fosse ele o bando de bandidos mais próximo, ou um fugitivo que estava se escondendo em uma casa qualquer, iria descobrir onde o restante do bando Zahard estava, iria caça-los e iria garantir que eles nunca mais respirassem. 

objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nith
Administradores
Administradores
avatar

Mensagens : 129
Data de inscrição : 04/09/2013
Idade : 23
Localização : Algum lugar de fiore

MensagemAssunto: Re: Shade   Qua Set 11, 2013 1:08 pm

Era noite em Magnólia, as estrelas brilhavam fortemente nos céus como em um baile, suas luzes em conjunto com o luar fazia com que o clima naquele local fosse muito romântico aos olhares dos amantes apaixonados, podera sentir uma briza leve e suave correndo pelas ruas, praças, campos, parques e florestas de magnólia. A lua jazia com seu brilho amarelado, a mesma estava muito cheia, mas, um tanto longe de tal local próximo as florestas onde a luz da lua e das estrelas mal clareavam estava um jovem, Baam Zahard, um garoto de 15 anos que acabara de fugir de seus sequestradores.
Após cada passo o jovem estará livre, e finalmente poderia procurar o bando que o sequestrara. Baam ainda com o corpo dolorido da viajem que até ali era sem descanso percorria um caminho estranho, estava escuro e o mesmo não pudera enxergar muito a sua frente.
O jovem tropeçara em vários arbustos que estavam pelo chão, e com suas mãos a frente da cabeça, se protegia de galhos mais altos, Baam  estará preocupado com o restante do grupo e pelo cansaço físico da fuga e mental das constantes provas passadas enquanto ainda estava sequestrado, o jovem por um momento perde sua lucidez, momento o qual o faz tropeçar em uma pedra, estava muito escuro e o brilho da lua não adentrava tão profundamente na floresta.
Ao cair, o jovem despenca em um barranco, onde o levaria a uma trilha, parecia possuir um povoado não muito longe do local, ao fundo dava pra ver alguns vestígios de luz. Tal trilha levaria ao vilarejo se caso o jovem seguisse em frente, mas se casso fosse contra tal local? Onde o garoto iria parar? O caminho estará mais escuro a medida que o mesmo olhava para trás, chegando a não ver o final da trilha o jovem se colocara a pensar.


Ficha-Aventura-Exércit
Narração~Fala~Pensamento
Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gregar
Mago das Trevas
Mago das Trevas
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 03/09/2013
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Shade   Qua Set 11, 2013 6:13 pm

O clima noturno parecia ser muito mais caloroso que o possível, o alivio que sentia por detrás da mascarada sem emoção formada por meu rosto parecia estar prestes a transbordar, ainda não era hora de parar e pensar no que fazer, sabia disso, sabia que precisava continuar a andar, passo a passo eu caminhava pela escuridão, meu corpo cada vez mais e mais fraquejava enquanto me mantinha a caminho, arbustos indesejados me faziam tropeçar, enquanto eu tinha de me proteger de galhos com os braços, pequenas pontadas de dor iam e vinham, tanto pelo cansaço, quanto pelas feridas antigas, quanto pelos galhos e tropeções, provavelmente o mais logico a fazer seria diminuir a velocidade, ou colocar fogo na floresta? Minha mente parecia não conseguir traçar um plano.

Se manter perdido em pensamentos sempre é perigoso ainda mais quando se está correndo, um pouco de falta de luz e uma pedra se tornavam grandes pesadelos, em um momento estava de pé no outro estava rolando um barranco sem controle algum, caia ainda perdido em pensamentos até que finalmente tocava novamente o solo, me permitindo um momento de descanso a fim de recuperar o folego perdido, deitado com as costas no chão observava o céu brilhar com suas estrelas, quanto tempo fazia desde que não parava para olhar o céu dessa maneira? Será que os que conseguiram fugir também sentiam o mesmo que eu estava sentindo? Uma trilha me chamava atenção, ao final dela podia ver um pequeno vilarejo não tão distante, do lado oposto observava apenas escuridão, meu primeiro objetivo tinha sido definido, iria ao vilarejo em busca de informações sobre algum sequestrador que tivesse sobrevivido, ter um local para comer e dormir também não faria mal, aos poucos me levantava e lentamente seguia a direção do vilarejo, silencioso eu observava ouvindo meus arredores, sempre pronto caso alguém repentinamente me atacasse, a primeiro momento eu apenas iria observar o vilarejo enquanto buscava um local em que pudesse comer e dormir, para então me dirigir ao estabelecimento que melhor pudesse me auxiliar a cumprir todos meus objetivos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nith
Administradores
Administradores
avatar

Mensagens : 129
Data de inscrição : 04/09/2013
Idade : 23
Localização : Algum lugar de fiore

MensagemAssunto: Re: Shade   Qua Set 11, 2013 6:36 pm

A lua finalmente aparecia e o jovem Baam enfim poderia ver as estrelas, por um instante naquela trilha o garoto se colocara a pensar em seus companheiros e se os mesmos estariam bem.
A sua direita havia apenas um desfiladeiro que pelo que o jovem vira, as arvores eram engolidas pela escuridão e o clarear da lua e das estrelas não chegara a iluminar, afinal, quão profundo seria aquele abismo?
A sua esquerda, o jovem pudera ver a ladeira que após tropeçar desceu rolando chegando em tal trilha, ao fundo as trevas novamente tomara conta, trevas as quais não pudera ver nem ao menos indícios de seu fim, e a frente, o jovem pudera ver pequenas luzes que provavelmente eram de uma aldeia ou algo do tipo, Baam não era tão ingenuo de voltar sem saber ao menos onde era tal local, mesmo sendo movido com o sentimento de acabar com tais sequestradores, o garoto era sábio em escolher primeiramente se manter, afinal, após tanto esforço era necessário descansar.
Logo o garoto caminhando por aquelas trilhas escuras apenas com o iluminar da lua pudera ouvir alguns barulhos, não sabia ao certo do que se tratava ou o que era, poderia ser um sequestrador, ou um companheiro, um viajante, um camponês ou animal que vivera naquela região. Contudo os extintos do jovem falavam mais alto, e ao ouvir o som, logo o jovem andara silenciosamente, não queria chamar atenção daquela forma, quanto mais perto o jovem chegara, mais o som ficava alto, de longe o jovem pudera ver uma moita se movimentando, os ruídos pareciam sair da li.
Então o garoto pudera sentir um ar gélido e fresco, lentamente se lembrava dos momentos em que passava com o bando de sequestradores e aquilo fazia sua cabeça começar a doer. Contudo ainda havia a duvida do garoto, o que há naquele arbusto? Os sons ficavam cada passo mais frequentes e parecia haver uma pequena luz, a trilha seguia para a esquerda, mas uma pequena trilha, feita recentemente talvez, seguira ao local onde estava tal moita, então o jovem decidira, seguia seu rumo ou iria a moita ver o que estava escondido?


Ficha-Aventura-Exércit
Narração~Fala~Pensamento
Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gregar
Mago das Trevas
Mago das Trevas
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 03/09/2013
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Shade   Sex Set 13, 2013 6:58 pm

O pior de tudo não era as arvores que pareciam engolir a claridade, poderia fazer fogo e me guiar com ele sem muitos problemas, o único realmente marcante seria o provável incêndio que causaria, mas nada que fosse me afetar muito diretamente, isso se não contasse a chance de acabar me asfixiando ou de acabar por sendo atingido por uma arvore em chamas, minha caminhada sob as trevas era cada vez mais e mais cautelosa, sons começavam a ser ouvidos, estava pensando demais ou eram os sequestradores? Seria apenas algum animal da floresta? Ariscado de mais para descobrir de uma forma normal, apenas me limitava a me mover cada vez mais e mais lentamente tomando o máximo de cautela quase como se me misturasse com a escuridão.
 

Meus instintos me alertavam e a cada passo esperava que algo surgisse da escuridão prestes a me atacar, apenas parava de avançar quando me deparava com um arbusto que parecia se mexer, todo o som parecia vir de lá, mas o que teria nele? Um arrepio em minha espinha me fazia virar e me preparar para o combate, separando um pouco as pernas eu afastava um pouco os braços do torso, o que quer que estivesse lá iria sair de uma forma ou de outra, o braço direito passava a ser rodeado por chamas de aparência roxa enquanto o canhoto por chamas azuladas, duas pequenas esferas eram formadas na palma de minhas mãos, a azul era disparada próxima ao arbusto como um tiro de alerta enquanto a outra ficava mirada. Esperaria para ver o que sairia do local após o gélido frio de alerta, se fosse um animal pequeno me limitaria a apagar a chama roxa e voltaria a seguir meu caminho, se fosse algo que tentasse me atacar tentaria com um rolamento lateral me afastar para então tentar bolar um plano de ação mais detalhado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nith
Administradores
Administradores
avatar

Mensagens : 129
Data de inscrição : 04/09/2013
Idade : 23
Localização : Algum lugar de fiore

MensagemAssunto: Re: Shade   Sab Set 14, 2013 4:36 am

Estava muito escura aquela trilha, tinha um ar um tanto sombrio, apesar de a noite estar linda, um vento gélido pairava próximo onde o jovem estará.
De longe o jovem já cauteloso pudera ver o arbusto se movimentando, estava muito escuro mas ainda sim aquele arbusto era bem visível diferente das demais arvores ao seu redor. -Grish grish, fazia o arbusto se movimentando da direita para a esquerda, Baam cauteloso ia lentamente em direção a aquele arbusto, embora a trilha levasse o caminho para outra direção, Baam estava demasiado curioso com tal arbusto. O jovem mesmo muito cansado ia corajosamente para aquele local, a cada passo que o jovem dará o arbusto se movimentava mais rápido.
Seu braço direito passava a ser rodeado por chamas de aparência roxa enquanto o seu braço esquerdo por chamas azuis. Duas pequenas esferas eram criadas em sua mão como se o mesmo se preparasse para um possível ataque, ainda caminhando cautelosamente, o garoto tomara cuidado para que suas chamas não queimassem a floresta, mas as mesmas estavam chamando muita atenção, pois, a ultima coisa que se esperaria ver na escuridão é a luz.

A cada passo o jovem tentava ser o mais cuidadoso possível, enquanto desviava com os braços de galhos mais altos, com os pés o jovem tentara não pisar em nenhum graveto, mas em um momento de descuido -Creck, era o barulho de um graveto quebrando, o jovem logo retoma a atenção e ao olhar para o arbusto o mesmo não se movia mais.
Então o jovem com um certo "zelo" atira com sua mão esquerda a chama azul, a mesma acerta próximo ao arbusto, o mesmo continuara inerte, e um estranho e nítido silencio tomava o local, um vento arrepiante passara por ali fazendo com que até mesmo aquele jovem se arrepiasse. O arbusto não se movia mais, talvez, o que estivesse ali teria fugido? Ou estaria esperando uma abertura?Poderia não ser nada, ou alguma coisa, só o garoto iria poder descobrir se caso o mesmo continuasse seguindo seu rumo, mas recuar não estará fora de questão ainda.


Ficha-Aventura-Exércit
Narração~Fala~Pensamento
Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gregar
Mago das Trevas
Mago das Trevas
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 03/09/2013
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Shade   Dom Set 15, 2013 1:10 pm

A chama disparada parecia começar a se consumir de todo o som que existia, um arrepio percorria minha espinha à medida que eu não podia mais ouvir nada além do vento, o ar busto antes parecia se mover cada vez mais à medida que eu me aproximava até minha boa sorte me fazer quebrar um galho bem a minha frente, receoso fazia a chama voar contra o pequeno arbusto, mas de nada adiantava já que tudo que ouvia agora era silencio o que estava lá tinha fugido? Não, não parecia ser isso, se fosse um animal eu deveria ter o visto fugindo se fosse uma pessoa ela deveria ter soltado ao menos um som de surpresa, poderia ter sido o vento pregando uma peça? Com certeza se fosse estaria fazendo papel de idiota, mas e se realmente tivesse algo ali? Se realmente tivesse algo ali, ele não deveria conseguir fugir sem que eu pudesse vê-lo, o que me fazia voltar à estaca zero chama-lo seria tão arriscado quanto dar as costas ao arbusto, se ele estivesse acompanhado seria meu fim com toda certeza, só tinha uma coisa que podia fazer. Fazendo as chamas que restavam no braço desaparecerem falava.
 

- Tem três segundos para sair antes que eu ateie fogo em toda floresta. Chamas não mais roxas ou azuis passavam a cobrir meus braços, agora tinha nas palmas as normais chamas vermelha, as únicas capazes de cumprir minha ameaça, se algo me atacasse tentaria com um rolamento lateral me esquivar, se uma pessoa saísse ainda com as chamas prontas esperaria para ver o que ela tinha a dizer, agora caso nada acontecesse apagando as chamas eu continuaria em direção ao vilarejo que tinha visto anteriormente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nith
Administradores
Administradores
avatar

Mensagens : 129
Data de inscrição : 04/09/2013
Idade : 23
Localização : Algum lugar de fiore

MensagemAssunto: Re: Shade   Seg Set 16, 2013 11:56 pm

O jovem ainda temeroso com o que pudera acontecer começava a pensar em coisas como o que estava lá tinha fugido?Se fosse um animal eu deveria ter o visto fugindo se fosse uma pessoa ela deveria ter soltado ao menos um som de surpresa, poderia ter sido o vento pregando uma peça?Baam não sabia ao certo o que o esperava, o mesmo então apagava as chamas azuis de seu braço esquerdo e as chamas roxas de seu braço direito, logo uma enorme escuridão reinava dentro daquela floresta, o silencio era tamanho que era possível o jovem escutar o próprio coração.
Novamente aquele arrepio cercava o jovem baam e sem mais demoras o mesmo se colocara em posição de combate, parecia ter criado coragem, ou ao menos ter tido certeza do embate; gritava:
- Tem três segundos para sair antes que eu ateie fogo em toda floresta. 
Chamas não mais roxas muito menos azuladas, desta vez, era a tradicional chama vermelha que cobria seus braços, cujo foco na palma da mão, as chamas consumiam o braço do mago mas não o queimava, chamas poderosas com o tradicional fogo vermelho o qual pudera incendiar a floresta, se assim, o mesmo desejasse, mesmo com tal incêndio ser demasiado para sua segurança já que o mesmo estava muito cansado por causa da fuga.
Ainda muito cauteloso Baam ia em direção ao tal arbusto, em posição de ataque e com grande intenção de queimar o que iria ataca-lo, chegara a cerca de 6 m do arbusto, distância que o mesmo achava ser segura o bastante para um possível ataque.
Logo o jovem mago se colocara um tanto atento pois pudera ver que o arbusto começara a se movimentar novamente, o mesmo então da dois passos muito curtos para frente e se preparava para um possível ataque, quando notara que o que saia do graveto era apenas um pequeno coelho, branco e muito peludo, tinha olhos vermelhos e parecia estar com a pata quebrada, o mesmo não conseguira andar muito e precisava de cuidados, o jovem pudera ver que já não estava mais em perigo e apagara as chamas dos seus braços, agora só restava saber se o jovem iria cuidar do coelho ou se iria embora em direção ao vilarejo.


Ficha-Aventura-Exércit
Narração~Fala~Pensamento
Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gregar
Mago das Trevas
Mago das Trevas
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 03/09/2013
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Shade   Sab Set 21, 2013 3:03 pm

Em um primeiro momento não podia deixar de me sentir um grande idiota no seguinte sentia dó daquele pequeno animal a minha frente, o cansaço da fuga ainda me fazia ofegar e ainda me mantinha mentalmente armado, sentia como se tudo fizesse parte de uma conspiração, como se todos fossem meus inimigos, mas ver aquele animal ferido a minha frente parecia fazer as preocupações tão insignificantes, não mais tinha chamas nas mãos, precisaria guardar as energia para caso entrasse em um combate e agora não seria a hora de um combate.
 
- ... vem... aqui. Falava com tom baixo para o animal a medida que lentamente me aproximava estendendo uma das mãos para ele, tentando assim pegar o coelho que em mãos.
 

Mesmo ainda alerta sabia muito bem o que poderia acontecer com o animal caso fosse deixado em um lugar como esse, ao menos se eu o levasse para o vilarejo que tinha visto poderia encontrar alguém disposto a tomar conta do animal até que ele melhorasse, se o abandonasse era quase certa sua morte sentia que devia fazer algo para ajudar aquele pequeno animal, logo uma vez que tivesse conseguido pegá-lo, levaria o junto de mim ao vilarejo mais próximo enquanto ainda me manteria atento para com todos aos arredores sempre em busca de um inimigo aparentemente invisível a espreita de um momento para me atacar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nith
Administradores
Administradores
avatar

Mensagens : 129
Data de inscrição : 04/09/2013
Idade : 23
Localização : Algum lugar de fiore

MensagemAssunto: Re: Shade   Sab Set 21, 2013 7:19 pm

Então, o jovem Baam ao ver aquele pequeno coelho indefeso ferido, sentiu pena do animal e então com dó do mesmo dizia:
- ... vem... aqui.
Dizia Baam num tom de voz baixo para o animal a medida que lentamente me aproximava estendendo uma das mãos para ele, tentando assim pegar o coelho que em mãos.
Zeloso com o tal animal e ainda atento para um possível ataque.
O coelho parecia a cada segundo perder ainda mais suas forças e seus pelos brancos e macios estavam se tornando vermelhos por seu sangue. 
Então o garoto com o animal em mãos se afastara daquela moita mas andara sutilmente para não fazer o mínimo de barulho, o pequeno animal que jazia em seus braços estava mui fraco e apavorado e a morte do mesmo parecia iminente. Quando o jovem mago se virara e começara a caminhar ao vilarejo com o intuito de encontrar alguém que pudesse ajudar aquele animal indefeso, ouve um som que faz até sua alma se arrepiar de medo.


AAAAAAAAAAAAAARRRRRRRRRRRRRRGGGGGGGGGHHHHHHHHHhh.............

Rugia uma criatura que estava ali por perto, a mesma parecia com muita fome, e, aquele animal que estará em mãos do jovem parecia ser seu aperitivo e agora o garoto seria o prato principal. O jovem olhara para traz mas ainda sim não via nada, mas quando voltava a sua visão para os gumes das arvores poderia ver dois olhos enormes vermelhos, por causa da escuridão não era possível ver a fera, mas pudera perceber que era enorme, talvez 2,5 m ou 3 m, tinha muita massa muscular mesmo estando escuro era possível ver a sombra da lua atrás de suas costas e isto fazia o jovem ter uma noção de como seria tal combate.
Que criatura horrenda seria aquela? Baam iria largar o coelho e fugir ou iria ficar e batalhar contra a mesma?


Ficha-Aventura-Exércit
Narração~Fala~Pensamento
Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gregar
Mago das Trevas
Mago das Trevas
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 03/09/2013
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Shade   Dom Set 22, 2013 6:29 pm

Uma vez que segurava o coelho um pensamento passava por minha mente, ele é ainda menor do que pensei que seria ele estava fraco, tão fraco que parecia que morreria a qualquer instante, precisava fazer algo e precisava fazer rápido, tentando ser o mais silencioso que podia eu passava a me mover para fora daquele lugar até que aquilo acontecia, um som grotesco e animalesco me chamava atenção fazendo um arrepio percorrer minha espinha, algo estava vindo, não sabia o que era, mas era grande, grande e perigoso, o pequeno animal em minhas mãos parecia encolher ainda mais, teria a criatura sentido o cheiro do sangue dele? Se fosse esse o caso teria me feito de um enorme alvo no momento em que peguei o animal, o pior de tudo é que ao menos no momento a fera não se mostrava a mim, todo que via era um enorme par de olhos vermelhos, era o bastante para começar, mas longe do necessário para acabar com o combate, não tinha tempo para pensar no que aquilo poderia ser muito menos tempo para lutar com aquilo, tudo que poderia fazer era passar direto por ele.
 
Com o vilarejo em mente eu começava minha corrida, com o braço canhoto apertava o coelho contra o peito tentando mantê-lo seguro contra o risco de queda, tentava me mover o mais rápido possível na direção do vilarejo tomando o cuidado necessário para tentar evitar tropeçar em qualquer raiz ou qualquer coisa que pudesse me atrapalhar no trajeto, a floresta escura não deveria ajudar no trajeto mais tinha um plano para manter a criatura afastada, correria sem parar mantendo sempre um olho atento a criatura, quando por ela estivesse a uma distancia de alguns três metros começava minha ideia, a distancia seria medida exclusivamente por dedução e experiência, com um salto para frente tentava colocar o peso para frente enquanto tentava manter o coelho ainda seguro, era nessa hora que usaria todo e qualquer conhecimento sobre acrobacia que tinha para tentar fazer um movimento arriscado, um mortal para frente para ser mais exato, quase como se invertesse meu corpo tentando me apoiar com a cabeça no chão, não tentava ao certo me apoiar à forma do pulo era só para conseguir realizar meu próximo passo, durante o salto concentrava chamas e mais chamas de tom azulado na palma destra, uma gélida esfera deveria ser formada e assim que minha cabeça estivesse próxima o bastante do solo levava a palma contra o chão, enquanto sussurrava.
 
- Blue Wave.

A técnica era feita não apenas com o propósito de ferir meu alvo como com o propósito de dificultar a movimentação de todos que pisassem no chão repleto de gelo, com a mão tocando a área também tentava me impulsionar para cima tentando voltar à posição original de corrida para que pudesse voltar a me afastar da criatura, mesmo com meu conhecimento sobre acrobacia e minha atual agilidade temia não ser capaz de conseguir voltar ao normal só com isso, então juntamente do empurrão deixava um filete de fogo roxo sair da mão que me impulsionava e tocar o solo, usando-o juntamente de minha força para ter certeza que teria alcance o bastante para poder voltar a tentar realizar o mortal, uma vez que estivesse no chão passaria a continuar a correr, ainda mantendo-me atento com a criatura, que caso tentasse me atacar, tentaria desviar com um simples rolamento tentando assim me afastar dela de modo que pudesse resumir a fuga.

técnica:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nith
Administradores
Administradores
avatar

Mensagens : 129
Data de inscrição : 04/09/2013
Idade : 23
Localização : Algum lugar de fiore

MensagemAssunto: Re: Shade   Ter Set 24, 2013 2:49 am

Quando percebe-se em perigo, Baam Hazard então fugia de tal criatura tendo em mente a segurança do pequeno e frágil coelho que estava tão próximo de seu fim, com o mão direita criara uma chama azul e com esquerda o jovem segurava o pequeno animal contra o peito, ação a qual fez com que manchasse a camisa do garoto no decorrer do tempo em que andava, o jovem mago tentara correr o mais rápido possível na direção do vilarejo, sempre mantendo um olho fixado na criatura e o outro no caminho para que não caísse em nenhum arbusto. Ainda assim, o jovem tropeçara em alguns galhos que estavam no chão, a floresta era demasiada escura e para viver lá era necessário no mínimo uma boa visão noturna, o que o jovem n tinha, e isto o fazia esbarrar em galhos de todos os tamanhos. Cambaleando e correndo o máximo com possível o jovem já se encontrava cansado nos primeiros 5 min de corrida, o mesmo até que aguentou um bom tempo de corrida, tendo em vista que o mesmo fugiu de um grupo de sequestradores e já estava fadigado.
Baam logo se conseguia com muitas dificuldades passar pelos galhos e gravetos e assim voltar para a trilha, mas, a trilha possuíra um buraco, o qual pela escuridão da noite o garoto não pode interceptar de primeiro momento, quando notou que iria pisar em tal buraco o jovem logo fazia uma acrobacia um tanto arriscada e inteligentemente o garoto falava sussurrando, afinal, o jovem não queria atrair mais criaturas como aquela, sem ao menos saber que criatura era.
-Blue Wave.
Tal acrobacia se constituía em dar um salto para frente de modo que sua mão tocasse o chão e ele usasse tal magia, movimento que foi lapidado com sucesso, apesar de ser muito inconveniente para aquela hora, o jovem consegue implanta-la ainda assim, porém, quando o jovem fez tal movimento congelando o chão pode notar algo que o fez ficar um tanto intrigado com o fato de a criatura não estar mais correndo atras dele, o jovem Baam estava um tanto próximo ao vilarejo, talvez 10 ou 12 Km, não muito longe se for colocar o fato de que o garoto estava num esconderijo no topo de uma montanha.
A criatura parecia não persegui-lo mais, entretanto, quando o jovem voltara a correr e olhava para trás, de relance podia ver tal criatura saltando entre os galhos, a mesma dará novamente aquele rugido assustador.
AAAAAAAAAAAAAARRRRRRRRRRRRRRGGGGGGGGGHHHHHHHHHhh.............

E novamente aquele estranho frio na barriga voltara ao garoto, mas não era tempo para se ter medo, a criatura se aproximava cada vez mais, saltando entre os galhos só se podia ver grandes olhos vermelhos e o som de alguns galhos se quebrando, também podia-se ouvir o som dos pássaros, que apesar de ser noite, acordavam e voavam para longe temendo ser atingidos, Baam se encontrava novamente no dilema entre ficar ou correr, mas o vilarejo não estava tão longe, era uma enorme descida, mas a trilha deixava a desejar, era feita apenas com algumas madeiras cortadas e colocadas sob o chão em horizontal com um corrimão improvisado com alguns bambus, a criatura estava saltando e se aproximando a cada segundo, queria sangue, e o garoto agora estava manchado.


Ficha-Aventura-Exércit
Narração~Fala~Pensamento
Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gregar
Mago das Trevas
Mago das Trevas
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 03/09/2013
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Shade   Qui Set 26, 2013 2:41 pm

Cada passada dada me fazia repensar a ideia de atear fogo na floresta, o local escuro mal me deixava ver o que tinha a minha frente até eu estar dolorosamente próximo de meu próximo alvo de tropeção, o cansaço era cada vez mais aumentado, a fuga anterior e essa começavam a cobrar seu preço, mesmo assim corria, corria por ser minha melhor alternativa, corria para evitar um confronto, corria para manter minha cabeça no devido local, dando meu máximo a cada passada eu finalmente conseguia chegar ao local perfeito para tentar retardar meu perseguidor, um buraco grande o bastante para minha técnica ser feita, com pericia o bastante e esforço eu conseguia o salto, conseguia a acrobacia e conseguia realizar o ataque, mas algo não estava em meus planos, à criatura que outrora me perseguia parecia ter desaparecido e agora uma grande descida me separava do vilarejo e nada mais.
 
Sinceramente preferia que a criatura não mais me perseguisse, mas não tinha tanta sorte, um novo rugido por ela era feito eu ainda estava sendo caçado, seja lá o que quer que estivesse a me perseguir estava vindo pelos galhos logo minha técnica tinha falhado miseravelmente, a minha frente agora tinha um caminho precário demais para ser percorrido as pressas por um qualquer, por sorte tinha um plano que torcia para que funcionasse, caso contrario provavelmente iria doer, e muito.
 

Continuava a correr como antes até me aproximar o máximo possível de minha descida, aquilo estava atrás de mim e não era uma boa hora para parar, com um salto tentava me dirigir até o corrimão enquanto girava o corpo, tentava girando o corpo 90° no sentido horário manter ambos os pés juntos enquanto os joelhos eram flexionados de modo que os pés ficassem perpendiculares ao corrimão, antes que o pulo fosse concretizado enquanto girava na posição tentava fazer uma pequena labareda roxa surgir sob a sola de meus pés, labareda essa que teria a função de aumentar a área que entraria em contato com o corrimão facilitando meu equilíbrio, uma vez que tivesse tocado o corrimão tudo que restava era torcer e tentar manter o equilíbrio, a segunda tarefa não deveria ser tão difícil visto meus conhecimentos sobre acrobacia tudo que precisaria fazer era adequar o peso do corpo enquanto descia, a segunda era um tanto mais arriscada já que ao não saber sobre o estado do corrimão ele poderia a qualquer momento falhar me fazendo levar um belo tombo, era para isso que me preparava, ainda mantendo um olho atento a criatura e outro ao caminho eu esperava um ataque ou uma falha grande o bastante para me fazer cair, era em qualquer um desses dois casos que viria o salto, tentaria saltar para fora do corrimão em direção ao caminho enquanto girava meu corpo no próprio eixo enquanto flexionava o corpo transformando-o em uma verdadeira bola, de modo que quando aterrissasse já visava realizar um rolamento frontal de modo que tentava diminuir o dano do impacto tal como reduzir a perda de velocidade, ao final do rolamento tentaria voltar a ficar de pé tentando resumir a corrida para o vilarejo, o coelho deveria ficar salvo o tempo todo já que ainda o mantinha contra o peito sendo seguro por um braço o tempo todo, o rolamento também aconteceria caso chegasse ao final do corrimão, logo após ele ainda tentaria voltar  a correr em direção ao vilarejo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nith
Administradores
Administradores
avatar

Mensagens : 129
Data de inscrição : 04/09/2013
Idade : 23
Localização : Algum lugar de fiore

MensagemAssunto: Re: Shade   Qui Set 26, 2013 9:35 pm

Baam tinha acabado de fazer uma manobra que resultou em uma falha, não apenas nisto, o jovem ao realizar tal manobra fez com que a criatura saltasse e começasse a pular de galho em galho como um macaco, de galho em galho a tal criatura se aproximava do jovem e isto o fazia ficar um tanto quanto preocupado com a sua segurança e a do animal.
Sem mais demoras, Baam voltara a correr em direção ao vilarejo, em sua frente havia a trilha e próxima a ela havia um corrimão feito com bambu, o jovem pensa em escorregar ou "surfar" através do corrimão utilizando sua magia para criar uma chama de cor roxa na sola de seus pés, de forma que, isto supostamente pudesse ajudar o mesmo a se equilibrar.
A criatura continuava saltando entre os galhos, o frio na barriga do jovem estava cada vez mais forte e o risco de uma batalha cada vez mais iminente, então, Baam como um artista de circo salta ao chegar perto do corrimão, usando a chama roxa, o jovem tentara ficar mais estável possível naquele lugar, o garoto tinha a perícia de acrobacia, o que fazia o movimento ficar mais simples, mesmo o mesmo sendo muito complicado, já que, uma vez que não pudera enxergar o que há a sua frente e nem ao menos saberia o estado do mesmo, Baam toma sua decisão e faz tal manobra.
A mesma se constituía em saltar sobre o corrimão de modo que ele fosse girando o corpo 90° no sentido horário manter ambos os pés juntos enquanto os joelhos eram flexionados de modo que os pés ficassem perpendiculares ao corrimão, tentaria recuperar a distância entre ele e a criatura, movimento que inicialmente foi um sucesso, porém, a madeira de bambu estava um tanto gasta, e após alguns minutos do garoto "surfando" no corrimão, a madeira se rompe lançando-o com muita velocidade próximo a uma das árvores, o garoto já tinha em mente que algo assim poderia acontecer, então, o mesmo ao ser lançado, girava seu corpo no próprio eixo enquanto flexionava o corpo transformando-o em algo muito parecido com uma bola, ou algo do tipo, de modo que quando aterrissasse já visava realizar um rolamento frontal tentando diminuir o impacto da queda.
Embora o jovem tenha grande potencial para ser um artista de circo devido a suas manobras, o garoto não conseguira realizar tal movimento com total precisão, o mesmo ao obter o impacto do chão tentava e conseguia fazer um rolamento, mas, o jovem havia caído muito próximo a uma arvore, o choque foi inevitável, choque o qual que fez com que o jovem já fadigado e deitado no chão pudesse tal criatura se aproximando mais e mais, o animal que o garoto estava tentado proteger estava a poucos metros dele, na queda o mesmo não conseguiu segurar o animal, fazendo-o o animal já em estado crítico correr um risco ainda maior.

A criatura já estava muito perto, o corrimão havia quebrado, mas a cidade estava próxima, o que o jovem Baam Hazard iria fazer?


Ficha-Aventura-Exércit
Narração~Fala~Pensamento
Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gregar
Mago das Trevas
Mago das Trevas
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 03/09/2013
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Shade   Dom Set 29, 2013 6:54 pm

Arfava pesadamente uma vez que via o plano fracassar, o bambo como esperado não aguentava meu peso por muito tempo e graças a ele eu tinha que experimentar um péssimo voo seguido de uma dolorida queda, o vilarejo ainda estava longe de mais para que eu conseguisse chegar facilmente, estava a cada passo mais cansado, o coelho estava agora longe de mim, e aquilo estava se aproximando cada vez mais e mais, cerrava os dentes ao percebem a situação em que tinha acabado, pense Baam, pense no que você pode fazer e não no quanto as coisas estão difíceis, poderia correr? Se fosse rápido poderia deixar a criatura para trás e chegar ao vilarejo antes que ele conseguisse me ferir, mas isso significaria a morte do animal, e nada garantia que a criatura fosse parar de me seguir mesmo que por um único momento. A cada segundo passado podia ouvir a criatura se aproximando cada vez mais, cada pulo ela estava um pouco mais próxima de mim, fuja, diziam meus instintos, corra se quiser ficar vivo... Com ambos os olhos fechados tentava me levantar ignorando a dor que atravessava meu corpo no local do choque, ignorando o medo que sentia, ignorando a fadiga da corrida, já tinha fugido e ignorado por tempo o bastante. Os olhos que se acostumavam ao escuro serviriam de nada agora, precisava antes de qualquer coisa de uma distração se queria enfrentar a criatura, com sorte eu conseguiria, tentando andar lentamente na direção em que lembrava tê-la visto eu pronunciava.
 
- Hell's Gauntlet
 

Três braços de chamas deveria surgir de minhas costas, e imediatamente quando eles apareciam os para a direção em que me lembrava que tinha visto a criatura como setas apontadas contra uma besta, os olhos eram abertos e tudo que restava era a espera, só precisava esperar ela estar próxima o bastante para ataca-la finalizando a luta de uma vez por todas, um dos braços avançaria de cima para baixo contra a criatura tentando pegá-la no meio de seu pulo tentando não apenas causar dano como também tentado desviar a rota de seu salto, o segundo braço iria contra o coelho, tentaria com ele recuperar o animal com o máximo de cautela que poderia ter e trazê-lo para mim o mais rápido possível, não seria fácil manter o animal a salvo longe de mim, sabia dos riscos de puxa-lo de forma brusca, mas ainda acreditava que aquela seria minha melhor escolha, o terceiro e ultimo braço seria meu suporte para caso tudo desse errado, ele que ficaria de prontidão mirado para com a arvore mais resistente e não tão distante assim, caso o ataque falhasse, caso a criatura se virasse contra mim ele entraria em cena, tentaria atirar o braço contra a arvore forçando uma pegada, que tentaria puxar, fazendo com que meu corpo fosse em direção a arvore tentando com essa manobra me esquivar do ataque da criatura, para então com uma nova base poder pensar em outro contragolpe, tentava com a esquiva calcular bem a força do puxão para apenas sair do caminho e não ir em direção contra uma arvore, o que com toda certeza seria bastante dolorido.

Técnica:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nith
Administradores
Administradores
avatar

Mensagens : 129
Data de inscrição : 04/09/2013
Idade : 23
Localização : Algum lugar de fiore

MensagemAssunto: Re: Shade   Seg Set 30, 2013 7:13 pm

Baam estava numa fuga constante de um anima, animal este que o garoto não sabia enfrentar, alias, o garoto não sabia nem ao menos contra o que estava lutando e do que estava fugindo. Era a mesma coisa que lutar de olhos vendados, se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas, dizia o ditado, já que o jovem mago não conhecera o inimigo, não sabia que rumo a batalha iria levar, seu inconsciente fazia com que o jovem pensasse em deixar o coelho e se salvar, acreditara que com sua velocidade poderia usar o animal indefeso e ferido como bode-expiatório e fugir para o vilarejo, ideia que, de fato poderia ser um sucesso, porém, por levar o animal junto ao seu corpo na fuga, sua camisa estava manchada de sangue, o que faria a fera o seguir.
Com um pensamento rápido, o jovem utiliza sua técnica Hell's Gauntlet técnica a qual faz surgir três braços constituídos de uma chama roxa, todos saíram de suas costas, o local estava escuro, um silêncio aterrorizante cercava o lugar, já não se era mais possível ouvir os rangidos dos galhos se quebrando, nem as aves fugindo de seus recintos, isto fazia o jovem ficar atordoado, mas, tendo em vista sua proteção e a do animal indefeso, o jovem decide combate-la, com os olhos atentos e ouvidos aguçados, o garoto usava um de seus braços em chamas para tentar pegar o coelho, com muito cuidado, o jovem pudera retirar o animal do chão e leva-lo próximo ao corpo, mas, por algum motivo o jovem não ouvira mais a criatura, com um de seus braços o jovem deixava em prontidão para um ataque eminente, o outro seria usado caso ocorresse algo de errado, mas nada acontecia, um silencio ensurdecedor pairava sobre aquele local, o caminho estava escuro, não se podia saber mais a localidade da criatura, por um momento o jovem se viu emboscado, o caminho de volta estava perto, uns 4 ou 5 m de distância correndo para noroeste, o animal parecia estar pior do que antes e aras do garoto havia uma grande arvore, com tatos fatos o jovem iria decidir fazer o que?


Ficha-Aventura-Exércit
Narração~Fala~Pensamento
Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gregar
Mago das Trevas
Mago das Trevas
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 03/09/2013
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Shade   Sex Out 04, 2013 6:49 pm

Normalmente eu me consideraria uma pessoa calma e até centrada, mas a situação em que tinha me metido já estava acabando com meus nervos, parecia que toda vez que parava para enfrentar a criatura ela sumia, quase como se aquilo que estivesse me seguindo estivesse esperando eu estar de costas para só então pular em minha direção em um ataque que provavelmente faria minha cabeça se separar de meu pescoço, prefiro pensar no que aconteceria caso fosse pego depois, primeiramente viria a fuga, com alguma sorte conseguia tomar o coelho e traze-lo para perto de mim, mas novamente perdia aquilo de vista, com o máximo de pericia que tinha começava o plano para sair dali o mais rápido possível, passava o coelho para meus próprios braços o segurando como tinha feito anteriormente libertando assim uma das "mãos" criadas pela magia.

Era tudo ou nada agora só tinha uma chance para não ser degolado, virado em direção a arvore que poderia esconder a fera eu preparava uma das mãos roxas para tentar frear um possível avanço, viesse ele de onde viesse tentaria levar a "mão" de encontro com a criatura tentando atingi-lá antes que ela pudesse se aproximar demais de mim tentando com esse golpe parar mesmo que momentaneamente o movimento da criatura. Os outros dois braços teriam uma funcionalidade defensiva dessa vez, tentava lançar ambos para os locais mais proveitosos na direção do vilarejo, uma arvore, uma grande rocha, poderia até ser um grande buraco no chão desde que estivesse ao alcance do braço e que pudesse ser segurado, uma vez que estivesse firmemente preso usaria de ambos os braços para me impulsionar na direção do vilarejo tentando com isso ganhar alguma velocidade extra que seria usada logo em seguida em uma corrida de tudo ou nada contra o vilarejo, caso não conseguisse encontrar nada que pudesse ser usado para me impulsionar tentaria então dar aos dois braços a mesma finalidade de defesa do primeiro enquanto me movia para fora da floresta rumo ao vilarejo, mas em ambos os casos assim que começasse a correr desativaria a magia retornando ao meu estado normal, não desejava me desgastar mais do que já tinha feito, e evitar o confronto apesar de tudo poderia ser bem proveitoso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nith
Administradores
Administradores
avatar

Mensagens : 129
Data de inscrição : 04/09/2013
Idade : 23
Localização : Algum lugar de fiore

MensagemAssunto: Re: Shade   Ter Out 08, 2013 6:59 am

A criatura não mais se movia, o jovem garoto temendo por sua vida tentava imaginar um possível ataque da fera, a mesma parecia ter um pouco de inteligencia, ou, agiria por instinto? O jovem não pudera saber ao certo quanto isto, o foco dele era a fuga, e para isto o mesmo após usar seu braço constituído por sua magia, o jovem segura o frágil coelho em mãos, os demais braços seriam para uma possível defesa, no entanto, nada era ouvido naquele instante.
Um silencio ensurdecedor tomara conta do local, logo após isto um vento vinha em direção a face do jovem, vento gelado, o garoto pudera sentir além da briza algumas folhas que acertavam seu rosto, o jovem saberia que lutar as cegas e na desvantagem que estava não teria proveito algum e sua vitória seria na certa duvidosa na melhor das hipóteses, logo, Baam utiliza seus dois braços para segurar em algo preso ao chão, uma rocha, uma árvore, que seja, o jovem estava procurando algo para poder lhe dar impulso em direção ao vilarejo. Em um movimento rápido, o garoto segurava o coelho e logo lançara seus braços em direção a duas arvores tentando voltar para a trilha, mas, enquanto o mesmo tentava fazer tal manobra, pudera ouvir o rangido de uma árvore, logo após vários pássaros piavam sem cessar e de repente uma arvore cairá em cima das mãos feitas pela sua magia, o impacto fez com quem o garoto fosse puxado contra a sua vontade para com a árvore, porém, a árvore era muito grande para o jovem pular, enquanto Baam pensava em algo para contra-atacar um inimigo invisível, a fera começara a se movimentar rapidamente, era uma velocidade sobre humana, talvez, fosse até possível ser mais que uma..


Ficha-Aventura-Exércit
Narração~Fala~Pensamento
Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Shade   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Shade
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Ficha de Shade
» [OFF] Hyu Sakamoto vs Shade Vs Nagato Sannin
» Ficha de Shade 2.0

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
FairyTail Reborn: Em Busca do Poder :: Reino Fiore ♫ :: Cidades ♪ :: Magnolia ♪-
Ir para: